FOTO 1 ABERTURA. dia das maes

IAC encerra o mês de maio com festa para as mães da comunidade do Antônio Bezerra

Ouça este conteúdo:

 

O Ballet teve quatro emocionantes apresentações. Difícil foi segurar as lágrimas

Alunas do Jazz dançaram “Footloose”, Ritmo Louco, canção do filme de mesmo nome, sucesso em 1984

Na noite da sexta-feira (27de maio), o Instituto de Arte e Cidadania do Ceará – IAC-CE, abriu as portas de sua sede, no bairro de Antônio Bezerra, para o evento “Mamãe, você é a estrela do meu filme”. Uma homenagem emocionante com apresentações artísticas nas modalidades de Canto, Ballet, Jazz, Capoeira e Teatro.

Na abertura do evento, Monalice Araújo Batista Fernandes, presidente do IAC-CE, falou sobre a fortaleza que cada mãe tem dentro de si. “Sabemos que não é fácil ser mãe, papel esse que demanda, coragem, entrega, sabedoria, determinação e força. E somos fortes, não duvidem. Quero também dizer que além dos meus dois filhos, esse papel de mãe é extensivo também ao IAC, pois sinto-me um pouco mãe de nossas crianças, adolescentes e jovens, um papel que me foi lembrado por uma mãe de um de nossos alunos, e agradeço esse reconhecimento,” finalizou.

Alunos da Capoeira cantaram “ Como é Bom Ter Mãe” canção que trata de relacionamentos entre pais e filhos

É oportuno dizer que atualmente o IAC atende 3 mil famílias no Antônio Bezerra, bairro fundado em 1937, um dos mais populosos de Fortaleza, com 25.846 residentes, área de 2,20 km2 e Índice de Desenvolvimento Humano, medida importante concebida pela ONU (Organização das Nações Unidas) para avaliar a qualidade de vida e o desenvolvimento econômico de uma população, o IDH, de 0,348, dado que ratifica a importância da atuação do IAC para a comunidade.

Monalice. Presidente do IAC, abriu o evento falando da fortaleza que cada mãe tem dentro de si, e como essa força é determinante na maternidade

O evento teve início com apresentação do grupo de música infantil. As crianças cantaram: “Exemplo de Mulher” composição que exalta o significado da palavra mãe, já causando emoção às mães presentes na plateia.

A homenagem às mães IAC teve início com apresentação “Exemplo de Mulher” do grupo musical infantil

Na sequência as turmas do Ballet se apresentaram ao som de “Vejo Enfim a Luz Brilhar”, versão brasileira de “I See the Light”, tema de amor do filme da Disney de 2010, Enrolados. Depois “My Girl”, uma declarações de amor, criada para alguém muito amado, seguido por “Flash Dance” tema do filme americano de 1983, um romance musical e para finalizar as apresentações do Ballet, “This is Me” música indicada ao Grammy, que fala sobre superação, aceitação e sonhos. “Lá no fundo de cada um de nós existe algo especial. Às vezes só precisamos de um pouco de amor e incentivo para trazer isso à tona”, com essa frase começamos a conhecer a história contada por “This is Me”.

“O acolhimento que Miguel, meu filho, recebe no IAC, mudou e melhorou a forma como ele se relaciona com todo mundo”, Joana da Silva

“Muita emoção e lágrimas, pois foi minha primeira festa do Dia das Mães aqui no IAC, que já faz parte da rotina da minha maternidade. Sou mãe de Maria Eloá, 7 anos, que faz capoeira e música e Maria Elisa, 5 anos, que faz Ballet aqui no IAC. Isso fez e faz uma grande diferença na vida das minhas filhas, e jamais teria condições de pagar e proporcionar isso para elas, algo maravilhoso. Sou só gratidão,” declarou Ingrid Melo.

“Esse é o primeiro Dia das Mães, no IAC, sou só gratidão, pois minhas filhas são muitos felizes aqui fazendo Ballet, Capoeira e Música,” revelou, Ingrid Melo

As apresentações continuaram com os alunos da Capoeira cantando “Como é Bom Ter Mãe”, canção que ressalta situações de relacionamentos entre pais e filhos.“

Foi muito emocionante, ver meu filho se apresentar no grupo da Capoeira e dele receber nosso retrato juntos de presente. Só eu sei, só eu sinto como o acolhimento que meu filho, Miguel, diagnosticado com TDH e hiperatividade, recebe aqui no IAC faz uma grande diferença em nossas vidas,” revelou Joana Nascimento da Silva, mãe de Miguel Kelver e aluna da Zumba no IAC.

E para finalizar alunas do Jazz se apresentaram com “Pretty Woman”, tema do filme, de mesmo nome que conta a história clássica e um homem rico que encontra espécie de Cinderela dos tempos modernos. E “Footloose” que significa Ritmo Louco, canção do filme de mesmo nome que foi sucesso em 1984.

FOTO 1 ABERTURA

IAC promove o primeiro evento de 2022 para comunidade do Antônio Bezerra

Ouça este conteúdo:

 

O Ballet Infantil dançou Imagine, de John Lennon, música que encoraja o ouvinte a imaginar um mundo em paz

A turma da Zumba, com muita descontração, dançou Footloose, Ritmo Louco, canção do filme de mesmo nome, sucesso em 1984

Na noite da quinta-feira (12 de maio), o Instituto de Arte e Cidadania do Ceará – IAC-CE, abriu as portas de sua sede, no bairro de Antônio Bezerra, para realizar o primeiro evento do ano, marcando ainda o retorno dos encontros presenciais com a comunidade, suspensos desde março de 2020. “Hoje é um dia de celebração, alegria e gratidão por estarmos aqui e podermos nos reencontrar novamente, depois de tudo que passamos. Por isso para alegrar nossos corações e marcar esse recomeço dos nossos eventos trouxemos apresentações preparadas com muito carinho e capricho por nosso alunos e professores. Tivemos o cuidado de selecionar músicas que trazem uma reflexão sobre o tema: Paz, adiantou Monalice Araújo Batista Fernandes, presidente do IAC-CE.

A presidente também pontou sobre a importância do IAC, na comunidade, lembrando de sua infância, quando igualmente recebeu a oportunidade que hoje o Instituto proporciona a crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. É oportuno dizer que o Antônio Bezerra, fundado em 1937, é um dos bairros mais populosos e Fortaleza, com 25.846 residentes, área de 2,20 km2 e Índice de Desenvolvimento Humano, medida importante concebida pela ONU (Organização das Nações Unidas) para avaliar a qualidade de vida e o desenvolvimento econômico de uma população, o IDH, de 0,348, dado que ratifica a importância da atuação do IAC para a comunidade.

A presidente ressaltou sobre a importância do IAC, na comunidade, pincipalmente para crianças e adolescentes

“Hoje vivi uma emoção única com minha filha que faz ballet infantil e eu faço ballet adulto,” revelou, Carolina Carneiro

O evento teve início com apresentação do grupo de idosas do programa Programa Rejuvenescimento Saudável. A emoção tomou conta de todos com a música A Paz (Heal The World), popularizada pelo grupo Roupa Nova. Essa canção incentiva a união de todos por um mundo melhor através de uma força comum: a Paz! Na sequência, o Ballet infantil dançou Imagine, de John Lennon, música que encoraja o ouvinte a imaginar um mundo em paz, sem barreiras nas fronteiras ou divisões de religiões e nacionalidades e desapego a bens materiais. Em seguida, o Balé Adulto, foi embalado por Aleluia, que exalta o crescimento da fé, a entrega ao ser superior e o amor incondicional por Deus. “Hoje vivi uma emoção única com minha filha que é da turma do Ballet Infantil e eu faço Ballet Adulto. Essa é nossa primeira apresentação juntas e só tenho a agradece ao IAC por poder viver isso com minha filha Clarice, de cinco anos”, revelou Carolina Carneiro.

As alunas do Jazz dançaram a música Tempo Perdido, canção que fala dos desafios e angústias de viver

As alunas do Jazz dançaram, a música Tempo Perdido, na qual nota-se a genialidade e sensibilidade de Renato Russo para falar dos desafios e angústias de viver. Como o próprio nome sugere, Tempo Perdido reflete sobre a nossa condição e passagem efêmera pela vida de forma pouco proveitosa.

Dirigentes do IAC – CE receberem rosas, uma homenagem simbólica, protagonizada pela alunas do Ballet Infantil

Na sequência chega ao palco a turma da Zumba com toda descontração para dançar Footloose, que significa Ritmo Louco, canção do filme de mesmo nome que foi sucesso em 1984. Ivonice de Azevedo, aluna da Zumba disse que fazer parte da Zumba do IAC significa muito para ela. “Chego cansada do trabalho, mas no dia de Zumba eu ganho mais força e me renovo. Somos muito amigos e unidos. Essa foi a primeira vez que participamos em público e foi muito maravilhoso”.

E por fim, um desfile das idosas com seus trabalhos manuais, encerrou as apresentações que certamente ficarão na lembranças de todos os presentes e na história da instituição.

Um desfile de idosas expondo e ofertando seus trabalhos manuais encerrou o evento

FOTO 1 DANÇA E JAZZ ABERTU1RA

IAC-CE presenteia comunidade com aulas de Ballet, Jazz e Zumba

Ouça este conteúdo:

 

O Projeto Ritmos promove a intergeracionalidade. Dele participam mulheres de 18 a 70 anos

“O trabalho do IAC com a dança é extraordinariamente de uma grande responsabilidade social e único!”

O Dia Internacional da Dança, 29 de abril, é a data oportuna para mostrar o potencial da manifestação artística mais antiga da humanidade seus benefícios e como ela pode ser um agente de inclusão social. Atento a essas potencialidades da dança, o Instituto de Arte e Cidadania do Ceará – IAC-CE promove três projetos, presenteando a população residente no Bairro de Antônio Bezerra e adjacências com aulas de Ballet, Jazz e Zumba.

Os projetos são: Ballet e Jazz – Dançar para Transformar, dois programas que objetivam promover a cultura e a transformação social de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e o Projeto Arte em Ritmos que estimula a musicalidade e a expressão corporal unindo dança e ações socioeducativas com o objetivo de estimular a atividade física, a socialização, a autoestima positiva e a busca do bem-estar em mulheres jovens e adultas, em situação de vulnerabilidade social,

“Um dos principais benefícios do Jazz é a socialização, sem dúvida, principalmente nesse contexto pandêmico.”

A Zumba estimula a musicalidade e a expressão corporal e a busca do bem-estar em mulheres jovens e adultas

Soraya Bruna professora de Jazz, do IAC, conta que o projeto Jazz – Dançar para Transformar teve início em 2019 e hoje atende três turmas de oito a 18 anos. “Um dos principais benefícios do Jazz é a socialização, sem dúvida, principalmente nesse contexto pandêmico, além da promoção da saúde física e mental. Sem esquecer a musicalidade absolvida pelas crianças e adolescentes. Também ajuda na disciplina, concentração e foco, senso de confiança física e mental, desenvolve e constrói autoconhecimento e autoconfiança. E no âmbito técnico trabalha a postura, equilíbrio, controle de respiração, elasticidade, definição de musculatura e resistência corporal”, explica.

Sobre o projeto Ballet – Dançar para Transformar, professora Jéssica Façanha diz que atualmente ministra aulas em quatro turmas: Baby class, preliminar 1, preliminar 2, ballet adulto técnico, totalizando, em média, 70 alunas. “Sou da área da dança desde os meus quatro anos de idade, já estive em vários lugares de ensino e modalidades diferentes da dança. É um amor que não morre. Dançar é vida! O trabalho do IAC com a dança é extraordinariamente de uma grande responsabilidade social e único! Um projeto que banha a comunidade com a oportunidade de vivenciar a dança de forma genuína! Sou muito grata por ter a oportunidades de fazer parte desse projeto tão lindo”, revela.

As aulas de Zumba para mulheres jovens e adultas da comunidade acontecem terças e sextas, às 18horas

São quatro turmas de Ballet: Baby class, preliminar 1, preliminar 2 e ballet adulto técnico, totalizando, em média, 70 alunas

Michel Santos, à frente do Projeto Arte em Ritmos, diz que e suas aulas participam mulheres a partir de 18 anos até os 70 anos, num harmonioso convívio intergeracional. “Essa atividade estimula a musicalidade e a expressão corporal unindo dança e ações socioeducativas com o objetivo de estimular a atividade física, a socialização, a autoestima positiva e a busca do bem-estar em mulheres jovens e adultas”, acrescenta.

Mais Informações sobre as aulas de danças nos links abaixo:
– Ballet – Dançar para Transformar: https://www.iacce.org.br/ballet-dancar-para-transformar/
– Jazz – Dançar para Transformar: https://www.iacce.org.br/jazz-dancar-para-transformar/
– Projeto Arte em Ritmos: https://www.iacce.org.br/projeto-arte-em-ritmos/